Os preços mais baixos garantidos para o aluguer de automóveis em mais de 6.000 locais em todo o mundo

 

Os preços mais baixos garantidos para o aluguer de automóveis em mais de 6.000 locais em todo o mundo

 

Reserve seu hotel online

 

 

Você está aqui

Comidinhas de Lençóis/Chapada Diamantina/Bahia/Brasil

  • Total de visitas: 1369373
  • Unique Visitors: 206780
  • Registered Users: 3378
  • Last Registered User: idaweinstein0989638
  • Published Nodes: 115
  • Your IP: 54.224.184.33
  • Since: 02/27/2014 - 13:02

 

Olá viajantes... essa parte é muito fácil de deixar minhas dicas pois há muitas opções deliciosas em Lençóis. Concentrei minhas refeições na vila, praticamente na Rua das Pedras e da Baderna, pois há mesinhas nas ruas e dá para comer apreciando o vai e vem de turistas de todos os tipos. Adooooro.

Já fui com uma lista pronta com indicações de bons lugares, pois como falei, contei com a ajuda de uma “quase nativa”, Catita, cuja mãe mora há séculos por lá (aliás, adorei conhecer tia Rose). Ou seja, tava quase local (rsrsrs). Segue a minha "listinha":

- Restaurante Maria Bonita (casa de massas): Fica na parte de cima da Rua das Pedras. Jantei o filé encantado, com fettucine e molho gorgonzola e achei delicioso. Custou R$ 37,00 e serve muito bem 1 pessoa (mas se pedirem petiscos antes, dá para dividir fácil). Fuja da bruschetta (pão preto, ricota e figo) pois é seca e nem um pouco saborosa

 

- Restaurante Grisante: (comida caseira): Localizado em frente ao Banco do Brasil, esse lugar simples tem o mais famoso Filé a Parmegiana da região (simplesmente perfeito). Almoçamos depois de uma trilha pesada (Cachoeira do Sossego), já quase à noite e valeu a pena. Este prato custa R$ 50,00 e serve 3 pessoas, ou a opção individual (que serve 2 pessoas), por R$ 28,00. Acompanha purê de batatas e arroz (foto da abertura).

- Pizzaria Natora: ao lado do restaurante Grisante, tem uma pizza deliciosa, bem fininha e toda crocante. Super concorrida e num ambiente legal. Uma pizza pequena custa R$ 18,00. Recomendo a de queijo com manjericão fresco.

- Pizzaria da Gente (Rua da Baderna): como a noite era em comemoração ao niver do meu marido, fiz mais uma vontade dele e seguimos para outra pizzaria para testar os sabores (kkk). Um lugar bem mais simples, com apenas três mesas na calçada mas super concorrido. E o motivo é bem simples: pizza gostosa, com massa fina e a um preço justo (média de R$ 20,00 tamanho grande-único). Para comer de mão, como na Itália. A simpática garçonete Cris e seu marido Marcos (italiano não tão simpático assim) ralam para atender os clientes que fazem fila. Sentam nas calçadas, mas não abrem mão dessa pizza. A massa também é fina, com as bordas crocantes e recheio da melhor qualidade! Mas nem sempre tem cerveja e às vezes rola “estress” entre os donos... mais um motivo para sentar do lado de fora (rsrsrs).

 

- Restaurante Bodega: (Rua das Pedras) Lugar delicioso, de música de excelente qualidade. Entradas perfeitas, pessoal simpático e comida...hummm, caprichada . Breadsticks de entrada por 9,50 ( massa de pizza em tiras temperadas com parmesão azeite e orégano); Sopa de abobrinha com frango por R$ 17,60. Atendimento vipésimo. Para mim, o melhor de todos.

- Lá Pérgola (na área do camping, ao lado da igrejinha): só fui conhecer pois recebi excelente recomendação, como sendo imperdível porém, por ser baixa estação não tinha ninguém, aí não quis ficar. O dono, Paulinho, morou muito tempo na França, estudou gastronomia e elaborou um cardápio especial. O local é lindo, decoração muito bonita e com um amplo espaço. Perfeito para jantar mas que para mim, ficou para a próxima visita. Quem for, conte aqui para gente depois tá?

- Lampião (Rua da Baderna): comida nordestina do mesmo grupo do Maria Bonita. A cara dos pratos estava incrível. Mas faltou tempo para provar.

- Garimpo Gourmet: (rua da Baderna) oferecem um diferencial na região: mariscos. Foi recomendado mas não consegui provar.

Quer comer bem e gastar pouco? Também testei lugares bons e baratinhos (achei as coisas um pouco inflacionadas por aqui):

- Comida a Kilo O Bode (num beco ao lado da feira de artesanato): meu marido notou este restaurante desde o primeiro dia, pois ele adoooora  bode (eca). Lugar agradável, simples, com decoração regional e comida a R$ 33,90 o quilo. Mas tem que chegar cedo, pois em sendo um self service, depois das 13h não fica legal. São muitas opções: bode ensopado, pirão de bode, carne do sol, peixe e pirão, feijão tropeiro, fígado acebolado, porco, coxa de galinha e até palma (cacto). Meu almoço saiu a R$ 18,00 com 1 água e meu marido, a R$ 29,00 com 2 cervejas. Imagine encarar uma trilha depois disso? Foi o que fizemos.

 
- Restaurante da Zilda (na praça Tramandaí): esse é ainda mais simples mas tem uma tapioca de lamber os dedos. Bem consistente, lotada de recheio e bem baratinha: de R$ 3,00 (manteiga) a R$ 8,00 (carne seca com queijo). Esta última foi a escolhida e vale a pena. Serve sanduiches também para horas de aperto.

Depois de tanto esforço nas trilhas dá para se jogar nas inúmeras opções de restaurantes desse lugar. E justamente por isso adorei conhecer Lençóis: natureza, organização, conforto e bons serviços. Lembrei demais do centrinho da Praia do Forte. Bom demais.

Ah! Já ia esquecendo do cafezinho na charmosa Cafeteria São Benedito. Provei o bolo e meu marido, cerveja de Açaí (detestou o sabor e o preço kkk).

 

 

Categorias: 
Comidinhas

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para testar se você é um humano ou não para prevenir envios automáticos.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.