Os preços mais baixos garantidos para o aluguer de automóveis em mais de 6.000 locais em todo o mundo

 

Os preços mais baixos garantidos para o aluguer de automóveis em mais de 6.000 locais em todo o mundo

 

Reserve seu hotel online

 

 

Você está aqui

Chile:Vale a pena alugar carro no Chile?

  • Total de visitas: 1369375
  • Unique Visitors: 206781
  • Registered Users: 3378
  • Last Registered User: idaweinstein0989638
  • Published Nodes: 115
  • Your IP: 54.224.184.33
  • Since: 02/27/2014 - 13:02

Olá viajantes...nas minhas viagens sempre surge essa dúvida porque como adooooro roteiros livres (dormir em locais imprevisíveis, estender mais uma diária num local agradável etc), fica muito mais fácil alugando um veículo.

Mas nem sempre é a melhor opção. Tem cidades que o trânsito é tão louco (NY) e o sistema de transporte público é tão bom (NY de novo) que alugar  carro passa a ser uma furada.

Em Santiago, é preciso saber suas intenções na cidade chilena (e seu perfil) para apurar se é bom ou ruim essa locação. Se sua intenção for curtir somente a capital, suas atrações turísticas e deliciosos restaurantes e shoppings agradáveis, a resposta é NÃO!!!!

O trânsito da cidade é intenso, as pessoas são estressadas (usam a buzina para tudo, na mesma intensidade que usam o acelerador), muitos congestionamentos, não existe estacionamento público e os particulares custam caro ( geralmente cobram a cada meia hora) e o que é pior: o litro de gasolina comum custa para nós, brasileiros, o equivalente a R$ 4,50(quatro reais e cinquenta centavos)!!!!! Um verdadeiro absurdo!!!! Além disso, têm os pedágios, a taxa de seguro, o aluguel (de um carro popular, em média R$ 70,00 a diária), e as taxas extras cobradas pelas locadoras. 

Melhor mesmo é aproveitar o metrô, de excelente qualidade nesta cidade, que abrange os pontos de maior interesse dos turistas ou, ainda, os táxis que não custam caro por aqui. Recomendo andar muuuuito à pé pela cidade que é, na sua grande maioria, plana, arborizada e segura. Afinal, não tem melhor jeito de conhecer um local que batendo perna. E ainda tem o sistema alternativo de bicicletas que é uma delicia, apesar de eu não ter visto muitas ciclovias.

Mas se você resolver seguir meu novo roteiro que inclui vários dias em estações de esqui, e se tiver segurança no volante para encarar dirigir em estradas com trechos com muita neblina e muito gelo e neve, depois de contratar a colocação de correntes nos pneus... Não tem jeito melhor para curtir sua trip!!!!

Isso porque, para ficar hospedado nas estações de esqui fora do circuito de luxo, você vai precisar de transporte para curtir as estações e todas as atividades apres-ski que elas oferecem. Vou explicar melhor.

Curtimos três dias na montanha mais próxima da capital e nos hospedamos num hostel em Farellones, a primeira "estação". Não tem transporte público para subir para as outras estações (La Parva, El Colorado e Valle Nevado), sendo comum entre os jovens a famosa carona. Você precisará contratar os tansfers, que custam caro!!!

Para sair à noite por lá, numa temperatura sempre negativa, qualquer lugar perto fica longe. O carro resolve isso. Além do mais, a liberdade e autonomia de fazer o que quiser na hora que bem entender.

Depois seguimos para o sul do Chile e mais uma vez, acho o carro imprescindível. Levar as enormes bagagens de frio, lanches para amenizar os gastos e ainda ter conforto, só alugando carro. A não ser que você fique hospedado nos hotéis de Termas de Chillan ou Nevados de Chillan, com todo aquele luxo, tem estar motorizado.

E não tenham receio em dirigir no gelo ou na neve. Além de pistas muito bem sinalizadas e controladas por policiais, o uso das correntes (cadenas) impede ultrapassar a velocidade de 30km/h.

E aqui vai uma dica: não inclua no seu aluguel as correntes junto à locadora. Numa conta básica, você pagará por elas U$ 10 por dia, sendo que certamente não usará todos os dias, como por exemplo, nos que estiver em Santiago, Vina del Mar, etc. No caminho das estações sempre tem pessoas alugando “cadenas” por quase o mesmo preço, assim como tem pessoas prontas para colocá-las nos pneus e retirá-las depois (pagando, claro).

Os policiais, sempre gentis, realizam a fiscalização do uso de correntes e só é preciso colocá-las lá em cima da montanha, em lugares realmente com gelo na pista. No começo é um pouco estranho o barulho que elas fazem, o impacto nos pneus, mas logo acostuma, principalmente ao sentir o carro seguro. 

E elas são muito úteis para estacionar sem derrapar e nem “atolar”.

E se não estiverem tão seguro para dirigir nestas situações, use e abuse da Skitotal, uma empresa super confiável com muito tempo de experiência. Veja o post que escrevi sobre isso anteriormente:http://www.loucasporviagem.com.br/posts/santiagochile-estacoes-de-esqui-como-chegar

Então é isso: de carro, só para os que forem curtir além da capital. Façam as suas escolhas e aproveitem cada lugarzinho desse lindo País.

Categorias: 
Dicas básicas

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para testar se você é um humano ou não para prevenir envios automáticos.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.