Os preços mais baixos garantidos para o aluguer de automóveis em mais de 6.000 locais em todo o mundo

 

Os preços mais baixos garantidos para o aluguer de automóveis em mais de 6.000 locais em todo o mundo

 

Reserve seu hotel online

 

 

  • Total de visitas: 2476802
  • Unique Visitors: 283967
  • Registered Users: 3808
  • Last Registered User: lulabeckenbauer061
  • Published Nodes: 124
  • Your IP: 3.216.28.250
  • Since: 02/27/2014 - 13:02

México: Cancun e Playa Del Carmem e seus vizinhos.

Escolha o lado direito do avião para desfrutar dessa vista
Vista do Hotel Krystal

Olá viajantes...Estava devendo esse roteiro por algumas praias do Caribe (México) para vocês, e como o "verão" ainda não acabou naquele Hemisfério, espero que ajude nas próximas viagens.
A dica numero um, aliás a SUPER DICA, é dividir o número de dias da viagem entre Cancun e Playa Del Carmem, para aproveitar ainda mais os passeios sem fazer tantos deslocamentos e ainda economizar tempo e dinheiro.

Recomendo no mínimo uma semana nessa região pois há muitos lugares lindos, uma enorme variedade de passeios, bares e restaurantes. E o mar... lindoooooooo! 

Delícia de viagem que pretendo voltar com meus filhos. Aliás, roteiro top que agrada todas as idades.

 
Como chegar: o aeroporto fica distante da rede hoteleira, então pesquisamos algumas opções:

-Táxi:U$50        -Van coletiva:U$22(por pessoa)

- Ônibus: a maneira mais barata e trabalhosa também. Explico num outro post, mas já adianto que custa U$ 5 (78 pesos, preço de março de 2018) e te leva até o centro da cidade (ou até Playa Del Carmem), pela Empresa ADO. Aproveite o centro para “cambear” os pesos. Depois, precisa encarar o ônibus coletivo de linha, por meros 16 pesos (cerca de U$1), até a rede hoteleira. Essa foi nossa opção e aprovamos demais. Ônibus bem confortável, com ar condicionado e transfer tranquilo.  Encarem pois é top.

Indicação de hospedagem: Hotel Krystal Grand Punta (Boulevard Kukulkan Km 8,5, Cancun). Uma média de U$100 a diária do casal sem café da manhã. Mas recomnedo fazer o upgrad e pegar um quarto com vista para o mar. E que mar... Não recomendo ficar em resorts all inclusive, pois há muitas opções e resorts atrapalham um pouco né? E os hotéis mais afastados, como o mega power top RIO também fica longe do burburinho, embora com prais lindas frente.

Câmbio: indico trocar a moeda mexicana no Walmart e nas lojinhas de conveniência OXXO, ELEVEN que tem cotação boa. Em março de 2018, 18 pesos= U$1.

Vamos lá para o roteiro:

1º dia: Cancún

Curtir a praia em frente ao Hotel, com ótima estrutura de drinks e lanches. Mar verdinho e calmo, por ter contenções de pedras, verdadeira piscina natural. Neste hotel, há estrutura de cadeiras e sombreiros na praia. E alugueis de bangalôs com serviço de bebidas e comidas.

Depois, seguir para passear no centrinho da rede hoteleira de Cancun. Há vários stands oferecendo passeios de todos os tipos, para todos os bolsos e gostos. Negocie sempre! Sempre mesmo porque os mexicanos sempre abaixam os valores. Muito chato isso, porque nada é tabelado. Mas se quiser economizar, respire fundo e pechinche. Compre pacotes promocionais, negocie brindes. Dá sempre certo.

Noite: região Forum By the Sea (km 9)

Boulevard Kukulcan: principal avenida na rede hoteleira . Bares/ noites/restaurantes.
Bar mexicano Señor Frog’s : super animado (imperdível). Ótimo para conhecer o clima mexicano e provar todas as tequilas que puder.

2º dia: Isla Mujeres (25 minutos de travessia)
Como chegar: lanchas Ultramar saindo de:

-playa Caracol (km 9,5)- hotel Fiesta

-playa tortugas (km 6,5)

-embarcadero (km 3,5). Todas desembarcam no centrinho de Isla.

O barco já chega no parque dos golfinhos, então é melhor marcar o primeiro horário para curtir os bichinhos e depois seguir para conhecer a ilha. Saimos as 9h, pois minha brincadeira com os bichinhos era as 10:30h.

Dolphin Discovery Isla Mujeres: mergulhar com os golfinhos. Valores: U$169 no site fica U$152,10 (comprar com antecedência mínima de 4 dias). Há várias opções de encontros com os golfinhos, mas escolha o Dolphin Royal Swim (empurrão do pé, nado dorsal, abraço, beijo, jogos e saudação com a mão), ou seja, completo. Eles são encantadores. E o ingresso inclui refeição e 1 bebida (comida simples, porém gostosinha).

Mas dá para negociar, sempre, os preços nas entradas dos locais. Não se estressem em comprar com antecedência. Fiquei doida de tanto procurar e cheguei la consegui pelo mesmo preço, no dia que resolvi ir, com o sol lindo.

Atenção: dolphindiscovery.com (comprar com antecedência para ter esses 25% de desconto).

ATENÇÃO: Não comprem as fotos dos golfinhos assim que saírem do passeio. Guardem o número da sua turma e depois do almoço, ou quando a multidão de turistas der uma trégua, volte ao local e negocie mais uma vez. Com certeza você pagará ainda mais barato que no site (cujo valor já é mais barato que no local). Vale a pena tá? Fiz um post sobre esse momento, com super dicas. 

Depois do almoço, alugue bike, moto ou carrinho de golfe para passear pela ilha. Tem táxi também que pode facilitar sua vida. Siga para uma visita rápida com o tubarão lixa (R$5)- pode até segurar no colo (kkk) e depois, para a Punta Sur. Uma bela vista e só.

Lá, tem a baía El Garrafon, um parque natural de Recifes Garrafón. Com o ingresso do Parque Garrafón (esse parque não é muito recomendado, tem atendimento ruim), U$85, é possível praticar snorkel entre peixes coloridos, andar de caiaque ou nadar com os golfinhos (custo a parte). Se for depois do horário do almoço, o valor do parque sai por R$50. Tem tirolesa a custo adicional ($15).

Outra opção:Garrafón de lá cartilha : mais barato e mais simples. O mesmo mar e peixes lindos

Na baía do Garrafón fica o melhor snorkel de Cancún. A super dica é acertar com um barqueiro por lá mesmo, e curtir esse super passeio mais baratinho.

Mas não queríamos gastar mais, e nem babei por esses parques então seguimos para o lado Norte da Ilha. IMPERDÍVEL.

Fácil de achar: ao sair do atracadouro, seguir pelo lado esquerdo, passar por um calçadão até chegar a mais linda praia: Playa Norte. Praia azul-piscina rasa sem ser tão gelada. A mais linda de Isla Mujeres.

Escolha um dos bares pé na areia e curta o visual. Adorei um que ficava bem no final e tinhas uns balaços como cadeiras.

Antes de retornar para a lancha, passeie pelo centro de Isla, com o artesanato e lembrancinhas já conhecidas. Pegamos o barco das 17h para Cancun.

NOITE: curtir o CONCOBONGO (bar/boite/circo), super animado e com bebidas inclusas. Ingressos na porta.

Dia 3: curtir Cancún

Tem ônibus urbano pela linha Boulevard Kukulcan que percorre toda rede hoteleira por U$1. Não tem ar condicionado, geralmente são velhos, mas desenvolve bem o papel de transportar de forma barata. Todos os turistas amam.

 

Seguir até a Playa Langosta: cor do mar com todas as tonalidades de azul.Tem um letreiro colorido de Cancun na sua entrada e vale a pena a visita. Alugam cadeiras e sombreiros na praia, cujo mar consegue ser mais claro que uma piscina. Não há bares, mas sempre tem alguém vendendo bebidas e vendedores ambulantes vendendo coco seco (hum).

 

Olhe isso:

Daqui saem as balsas para Isla Mujeres, mas a Playa Caracol (Km 9,5) também tem essa opção e fica mais perto do Centrinho.

- Playa Tortugas: saem os passeios Fly: voar de paraquedas puxados por lanchas (U$55)

Compras: recomendo as lindas louças pintadas a mão, as tequilas e só! 

*Loja Hacienda tequila: vende tudo barato, principalmente souvenirs;tem em todos os cantos da cidade.

*Shopping Lá Isla (km 12.5): ao ar livre , muito bom. Aqui estão as mais legais opções náuticas: Jetovator, o esquisito Seabreacher (um jetski fechado que mergulha e parece um tuburão) , Hoverboard (um skate voador), Flyboard, Jetpack (morcego voador) e Wave Runner (jetski), na incrível Marina Lighthouse. Fiquei beeem chateada com a empresa, que negociou um preço num dia e no outro não manteve, mas depois percebi que entre os mexicanos por aqui, isso é normal. Não espere honestidade deles, só diversão. Conto para vocês depois.

Esse shoping é incrível, com opões para todos os gostos e bolsos, várias opões de lazer, inclusive mergulhos com golfinhos, aquários e o famoso SPA Fish (enquanto você fica sentado, os peixinhos comem suas cutícuas-ecaaaaaaaaa). Essa eu não encarei.

*Shopping Plaza Flamingo (km 11,5).

Lojas de departamento: Liverpool e La Boutique Palacio(ótimas)

*Mercado 28 : um mercadão central . Tem restaurantes típicos e fecha aos domingos. Bem decadente mas ainda tem os melhores preços das lindas loucas mexicanas e souvenirs. Parece abandonado, mas tem coisas lindas, e fica um pouco antes do La Isla. Uma paradinha rápida.

•    Restaurantes : Thai (apimentado) com vista para a lagoa. Lindo pôr do sol. Ficaremos bangalôs; Elefanta; Cenacolo (italiano); Carlos’n Charlie’s

Bar La Vaquita: super animado, com todas as cadeiras voltadas para o movimento da rua.

Ah, E ainda tem o Jungle tour- passeio super recomendado inclusive para crinaças que pilotal as lanchinhas num city tour. (U$60) Saída do restaurante Puerto Madero as 9, 12 e 14:30. Recomendam reservar mesa do lado de fora pois tem um por do sol lindo. Outra opção com crianças é o Navio dos piratas : Capitain Kook (R$70 ou R$102), indicado pois tem show de piratas dentro do barco, e as crianças amam. Comida beeem mais ou menos. Essas dicas foi de uma amiga querida loucas por viagem.

 

Dia 4-  Cancún - Playa del Carmem

 Hora de arrumas as malas e seguir para outro paraíso. Sabe a Praia do Forte na Bahia? Misture com Buzios e Cabo Frio e você vai entender Playa Del Carmem. Fica a 1 hora de Cancún (70km de distância).Pegar ônibus no terminal ADO-$5 mas o táxi não sai caro. Pechinche mais uma vez. Nada de pegar pelo hotel. Deixe para gastar com os drinks.

Curtir Playa Laguna Yal-ku : sul da ilha. Nadar com peixes e tartarugas- lembra o cenário de Bonito.

Bares de praia: Clube Marmita ou Kook by Plaza tukon.

Jantar no Alux:mexicano montado numa caverna.

 Pez Vela: bar na quinta avenida que tem balanços ao invés de cadeiras e é muito legal. Provar a Michelada: cerveja com sal e limão.

Bares : Palazzo/ Coco Bongo/La Bodeguita del Médio/

ATENÇÃO:Compra de ingressos mais baratos para passeios e parques:Avenida 5 em Playa de Carmen – comprar passeios Cozumel e X-Caret.

Dia 5- Cozumel

Chegar em Cozumel as vezes é bem radical. O mar não é tão calmo e a volta balança mesmo. Mas não achei perigoso, apenas alerto as pessoas que enjoam... previnam-se!

Pegar guia local: Jorge Pacheco - 45/9871119088 scubatortuga@yahoo.com ou alugar motinha para passear na ilha (350 pesos), foi o que fizemos. O lado direito da ilha é lotadooooo de bares com super estruturas, como Carlos’ Charlies, com brinquedões infláveis na água (como em Miami). A volta na ilha dura cerca de 1:30h, e depois desses bares, a estrada fica um pouco deserta e com muito vento na cara. Não iria de moto novamente, pois prefiro o conforto de um carro kkkk.

Num dos tantos bares, saem os passeios para os arrecifes (El Cielo, Colombia e Palancar), com visibilidade das melhores. No dia que fomos, as águas estavam bem mexidas por causa dos ventos e não deu para fazer o mergulho. Ficou para uma próxima vez.

- Bar de praia : Mezcalito’s - tacos de camarão deliciosos, no lado esquerdo da ilha. Bar beeem simples, com redes a beira mar. Tem sanduba gostoso também, mas não precisa conhecer se não estiver passando por aqui. Ondas fortes por aqui, área mais de surf, totalmente diferente do lado dos grandes bares.
 
Na hora de voltar, o hidroviário é bem bagunçado, você tem que procurar a empresa que contratou o transfer e se ligar.

Jantar em Playa Del Carmem: Restaurante Italiano CENACOLO. Com massas caseiras deliciosas, num ambiente agradável. Melhor fazer reserva. Comi Cheese Whell Spaghetti com granapadano delicioso. Ficar na varanda garante apreciar o movimento do calçadão de Playa.

Dia 6- X-caret : 5km de Playa

Acho que só recomendo esse parque para quem estiver com crianças. Um lugar artifical, dentre tantos outros naturais e com igual beleza, bem carinho por sinal.  Mas rende um dia gostoso se você resolver conhecer.

Logo na entrada, deixe seus pertences num guarda volumes e acerte para pegar no final. Acredite que vale a pena porque o parque é enormeeeeeee e não dá para carregar as coisas sem molhar. Também não deixe no locker porque você vai precisar de objetos pessoais ao longo do dia, como as tolhas, protetor solar. Adorei essa ideia de deixar num locker e pegar lá no final. Essa é a melhor maneira de começar a curtir o parque.

Seguir para a caverna para atravessar o parque (opções de aberto e fechado). Usar sapatinhos para não machucar os pés mas não são imprescindíveis, desde que fiquem boiando. Achei legal fazer isso, percorrer "cavernas"escuras e visitar o parque por outro ângulo. Achei uma ótima opção no parque.

O parque é bem cuidado e tem várias atrações, inclusive um pequeno zoo. Aqui também tem mergulho com golfinhos, passeios de paraquedas na lancha, mergulho de cilindro, mergulho com raias, tartarugas e outros. Tudo isso com um custo adicional. há vários parques infantis também, mas não consegui chegar neles pois tudo é gigante.

Não perder o show de encerramento que é lindo, embora bem cansativo, pois começa tarde.

 

Outra opção de passeio: Tem a linda praia de Tulum, um paraíso a 2h ao sul de Cancún . Mas isso, ficou também para uma outra visita.

ATENÇÃO:Taxback (taxback.com.mx):compras feitas no valor mínimo de U$100 (1.200 pesos)em qualquer loja de conveniência, tem que solicitar o papel impresso pela loja que da direito a devolução (mais ou menos 8,9% devolvido). No aeroporto, procurar o Taxback (tax refund services), no terminal 3 (gate 21), no terminal 2 (em frente a sala vip da Aeromexico). Entrega o papel fornecido pela loja junto com o passaporte, cartão de embarque e cartão de credito utilizado na compra, além do comprovante de imigracao (este fica retido na imigracao, quando vc faz o checkin, então você deve tirar xerox antes de ir para o aeroporto, caso contrário não consegue a taxa)-prazo de devolução 30 dias, na fatura do cartão.

Essas são minhas dicas. E aí? Gostaram? Ficou um post bem longo, mas resolvi postar junto para não esquecer.

Até a próxima...

 

Fort Lauderdale/Flórida: roteiro de três noites.

Calçadão de Fort Lauderdale
Passeio no Yellow Cab (water taxi)

Meu roteiro: 3 noites em Fort. E queria mais!

Olá viajantes...vou passar para vocês meu roteiro nesse lugarlzinho lindo na Flórida, entre Miami e Orlando, que recomendo ficar ao menos três noites.

Tenho certeza que ficarão com vontade de arrumar as malas, colocar um biquini e curtir essa cidade, com aproximadamente 40Km de praia e quase 500Km de canais fluviais!!!

Assim que chegamos em Miami, pegamos o carro e seguimos para Fort. Deixamos as coisas no hotel e fomos curtir a noite no famoso Boulevard Las Olas, afinal, era o aniversário do maridão e precisávamos comemorar. Esse Boulevard é uma espécie de calçadão, com bares, restaurantes e lojas, com um canteiro central cheio de palmeiras decoradas com luzes brancas, tipo de natal, dando um ar de cidade pequena, misturada com aquele clima delicioso de praia.

Todo mundo muito informal e descontraído. Adoro isso!

Esse Boulevard tem logo na “entrada” um Cheesecake Factory” e tantos outros para você se deliciar. Indico o italiano Noodles Panini (821 E Las Olas Blvd), com seu delicioso pão italiano, garçons gentis e comida boa (a bruscheta é enooorme), apesar de não ser muito barato. Mas não somos experts em restaurantes tá?

Tive recomendações do restaurante Floridian (1410 E Las Olas Blvd), mas não provei. Esse tem indicação de preço bom, bem servida, um típico restaurante americano. Aliás, ele também é bem avaliado no Trip Advisor. Também tem o italiano Louie Bossi’s (1032 E Las Olas Blvd) com sua deliciosa pizza fininha (vive lotadoooo).

O pedaço mais interessante é o Riverwalk, um calçadão de 2Km de extensão, com barques e praias ao seu alcance.

No outro dia, mesmo com um friozinho, resolvemos conhecer a cidade através dos seus canais, percorrendo a Intercoastal Waterway, no famoso passeio de barco, através de Water Taxi (barcos amarelos). 

Por U$28 dólares, você pode desfrutar desse passeio avistando as mansões, os luxuosos iates ao seu redor e ainda fazer as paradas que preferir, naquele esquema Hop on Hop off (desce, conhece o local, depois volta para o ponto de embarque e segue para o próximo destino).

São váááaáárias paradas (22 ao total), mas acho desnecessário e cansativo descer em todas. Recomendo ler antes e escolher as do seu interesse. Indico embarcar atrás da Cheescake Factory (do Las Olas Blvd) para fazer o passeio completo. Se tiver um dia quente, coloque a roupa de praia e vá curtir o marzão lindoooo, de águas calmas e claras. A popular Fort Lauderdale Beach (com uma super estrutura de mesinhas para piquenique, parquinhos para criança, bares, etc), na região de Las Olas, a badalada Hollywood Boulevard (almoce por aqui, pois há varias opções de restaurantes no calçadão), além do bonito parque Hugh Taylor (pedalar por aqui)e a Hilton Marina.

Se preferir, fique no barco durante todo o trajeto, escutando as explicações do guia, com informações que pouco te acrescentarão (rsrs), mas faz parte do pacote turistão. Os barcos passam nos pontos em no máximo meio hora, só não perca seu ingresso, pois precisará apresentar em cada retorno.

 Caso o orçamento esteja mais folgado, recomendo seguir até a Fort Lauderdale Beach e alugar sua própria lancha, do tamanho que couber no seu sonho e no seu bolso, ou Jet Ski e curtir por conta própria. Acho que é o ideal.

Esse passeio deve ocupar seu dia inteirooooo. Depois disso, caso ainda tenha forças, aproveite os supermakets (Wallmart, Target), afinal, você esta no paraíso do consumo, e com impostos mais baixos (6%), precisa aproveitar. E aqui também está outra vantagem: as lojas são mais organizadas, com muita variedade e promoções.

Depois, siga para uma daquelas incríveis farmácias (Walgreens, CVS) e continue comprando (KKK).

Seguindo a ordem do consumismo, hora de passar numa ROSS, TJ Max, Marshalls para garimpar pechinchas. E se ainda quiser tranqueiras baratas, conheça a Dólar Tree (tudo por um dólar) e a Family Dollar(tudo até 10 dolares)- parece um mini Wallmart, onde vendem artigos para festas, lanches, coisinhas de casa, material de escritório e outras bobagens que brasileiro amaaaaa. O mais legal dessas lojas são os itens sazonais (natal, páscoa, Halloween,etc), onde é possível encontrar itens de decoração de festa, de casa, com precinhos irrisórios. Lugar ótimo para comprar lembrancinhas para a família toda.

Se não quer ir até o outlet, aproveite o Galleria Mall (2414 E Sunrise Boulevard) para fazer umas comprinhas, no coração da cidade.

Ufa... O dia acabou e já deixamos o próximo para o outlet SAWGRASS (meia hora de distância) já que com a imensidão de lojas exige um dia inteirinho só para ele. Aproveite o local de compras para almoçar do gostosinho Rainforest Café, ou no Italiano Villagio. Um descanso será necessário. Só fiquem ligados em não deixar nada dentro do carro pois a fama de arrombamentos por aqui é grande. Leve uma mala de mão, ou compre na TJ Max que fica ao lado, e segure suas compras.

No último dia nessa cidade linda, não deixem de ir na linda praia de Fort Lauderdale By The Sea (cidade colada em Fort, bem pequena). Uma praia gostosa demais, que tem prédios baixinhos, os típicos motéis americanos e muitas muitas muitas cores.

O caminho que leva a entrada do Fishing Pier é todinho cercado com as famosas cadeiras coloridas da Flórida (apaixonei), e tem um charmoso estilo retro... Parece um cenário. Curtir esse miolinho é uma delícia.

Siga até o Beach Café (se não for comer por ali, paga em torno de U$2 para entrar),  e curta a linda vista do Pier. A colorida e divertida sorveteria Sloan’s Ice Cream (112 Commercial Blvd)é parada obrigatória.

Ah! Use o Trolley gratuito-Pellican Hopper (ônibus retro igual ao de Miami Beach) e circule por aqui (veja as paradas e horários o www.lauderdalebythesea-fl.gov). Voc pode ir e voltar a Fort Lauderdale por ele, e o trajeto completo dura uns 50 minutos. Dá até para descer e curtir mais compras no market Publix e depois seguir o passeio.

Outra opção legal para curtir a noite é a Himmarshee Street, para lembrar que estamos no pedaço da América com mais sangue latino por Km quadrado! Vários bares a beira mar, com mesas na calçada e músicas animadas, lembram ainda mais Miami Beach.

Além disso, há várias opções para aproveitar a cidade, como museus (Museum of Discovery and Science é super elogiado) e outros parques, almoçar no Fisheries  (15th Street Fisheries), apostar no Cassino do Hard Rock Café, curtir jogos no Hard Rock Stadium, ou até mesmo desfrutar do cruzeiro de 1 dia para as Bahamas... mas minha passagem foi breve e ficamos só com o gostinho de quero mais.

Voltarei, com certeza, e SUPER RECOMENDO.

 

 

Fort Lauderdale/Flórida: um cantinho ao sol

Intracoastal Waterway e suas belas mansões e iates
o nascer do sol em Fort
a linda vista pelos canais

Olá viajantes...há muuuuuuitos anos passei por essa cidade e fiquei com gostinho de quero mais. Tão pertinho de Miami – 40 minutos de estrada top (Rodovia I-95 N), mas nunca consegui voltar.

Dessa vez, como a passagem que comprei era tipo “pacote fechado” (Cancún+Miami), já deixei certo desde o primeiro momento que passaria uns dias por aqui. E não me arrependi. Aliás, já quero voltar no verão!

Uma cidade beeeem parecida com Miami, só que muito mais organizada, sem trânsito, sem grandes barulhos, com menos turistas, sem muros, sem grades, ou seja, muito bom.

 

De cara, já AMEI a “Veneza da América”, como é popularmente conhecida, que tem essa fama em razão dos inúmeros canais que cortam a cidade, justificando a enorme quantidade de barcos ancorados por aqui. Aliás, dá a sensação que a maioria dos moradores  tem um carro na garagem e um barco atracado na porta (kkkk). Não é a toa que essa cidade tem uma das maiores frotas de barco do mundo!!!

Uma amiga querida, que tem família por aqui, me deu ótimas dicas a começar pelo local de hospedagem: sem dúvidas nenhuma, ficar na região de Las Olas é garantia de estar bem localizado, inclusive sem se preocupar muito com o transporte.

 

Local de vários hotéis chiquérrimos, dos melhores restaurantes e bares, além de uma vista incrível para os canais e praias. Recomendo o Hotel Riverside que fica numa ótima localização.

Mas como o ideal nem sempre cabe no bolso, sai correndo daqui (infelizmente) e ficamos num drive in (no estilo americano mesmo) bem simples, mas que me serviu perfeitamente, o modesto Ocean Beach Palace (4041 North Ocean Boulevard), a 5 minutos a pé da praia, que também não pude curtir por causa da frente fria que pegamos (11 graus no sol). A diária custa menos de U$90, sem café da manhã, e cobram U$9 por dia de estacionamento. Para nós, que sempre viajamos na classe supereconômica, foi ótimo. Quarto grande, limpo, com frigobar, wi-fi boa, só o banheiro que era meio decadente, mas considerando o preço, foi ótimo. Só recomendo não ficarem perto da piscina, pois rola sempre uma farra nas madrugadas, e como fomos em pleno Spring Break, dormimos com barulho.

A vantagem dessa região que ficamos é a proximidade com a linda praia Lauderdale By The Sea, aquela com um calçadão cheio de bares e cadeiras coloridas, bem estilo Flórida.  Como estávamos de carro, e tem estacionamento público em todo canto, não sofremos.

Recomendo no mínimo três noites por aqui, independente da época do ano. Há muitos lugares lindos para passear, praias incríveis, bares animados e sem contar que o outlet Sawgrass Mill Mall (12801 w Sunrise), o segundo maior dos EUA, está situado a meia hora da cidade.

Sou suspeita porque amooooo os EUA, e cidade de praia então... mas recomendo parar e curtir essa cidade, principalmente porque estamos com ótimas opções de vôos saindo do Nordeste até aqui, inclusive com preços mais baixos que a vizinha Miami.

E soube que o trem rápido (Brightline) começou a circular por Miami (estação MiamiCentral) esse mês e já passa por aqui (11trens diários, das 6 às 19h), também por West Palm Beach e, futuramente, seguirá até a terra do Mickey (Orlando). Ou seja, não dá para perder!!!

Ah! Como Miami Beach, aqui também também é possível circular com o Sun Trolley (ônibus gratuito) por toda a cidade de forma segura, com sete diferentes rotas, sendo cobrado apenas na rota Las Olas Beach (U$1 por viagem ou U$3 por dia), inclusive com uma rota aquática.

Então arrumem as malas e venham curtir a praia americana. Só lembrem que é proibido consumir bebidas alcoólicas nelas.

Olhem meu roteiro...vão amar também!

 

 

Páginas

Subscribe to Loucas por Viagem RSS